ATUAÇÃO DO FARMACÊUTICO NA PREVENÇÃO E ORIENTAÇÃO NO TRATAMENTO DA SÍFILIS CONGÊNITA

Autores

  • Gabrielle Ramos Martins Universidade Iguaçu
  • Leonardo Guimarães de Andrade Universidade Iguaçu

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v7i10.2587

Palavras-chave:

Sífilis. Gravidez. Doença.

Resumo

A sífilis é uma doença infecciosa causada pelo Treponema pallidum com alta taxa de transmissão Vertical, até 100%, dependendo da doença materna e do estágio da gravidez. Diagnóstico de sífilis durante a gravidez é simples e deve ser rastreado durante o pré-natal. Mesmo assim, a prevalência dessa patologia ainda é elevada, afetando 2 milhões de gestantes em todo o mundo. Procedimentos para recém-nascidos com sífilis congênita, o custo do representante é três vezes maior do que o atendimento prestado ao lactente que não tem essa infecção. O trabalho é uma revisão de literatura que refere-se apresentar a sífilis e seus diferenciados gêneros, possuindo como enfoque básico a sífilis congênita e da maneira como o farmacêutico é capaz de atuar na melhoria à saúde, diagnóstico e utilização exato do medicamento. De um modo geral, o tratamento é com a penicilina, e deve ser estendido aos parceiros sexuais. Não tratar ou tratar indevidamente a sífilis congênita pode causar aborto espontâneo, parto prematuro, complicações agudas e outras sequelas fetais.

Biografia do Autor

Gabrielle Ramos Martins, Universidade Iguaçu

Graduanda do curso de Farmácia da UNIG- Universidade Iguaçu. E-mail: gabrielleramosm@gmail.com

Leonardo Guimarães de Andrade, Universidade Iguaçu

Cirurgião Dentista e enfermeiro. Professor da Universidade Iguaçu. E-mail: leonard.gui@homail.com

Downloads

Publicado

30/10/2021

Como Citar

Martins, G. R. ., & Andrade, L. G. de . (2021). ATUAÇÃO DO FARMACÊUTICO NA PREVENÇÃO E ORIENTAÇÃO NO TRATAMENTO DA SÍFILIS CONGÊNITA. Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 7(10), 456–480. https://doi.org/10.51891/rease.v7i10.2587

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 > >>