AUTOMEDICAÇÃO E O USO IRRACIONAL: O PAPEL DO FARMACÊUTICO NO COMBATE A ESSAS PRÁTICAS

Autores

  • Priscila Chaves dos Santos Universidade Iguaçu
  • Alcione Silva de Carvalho Universidade Iguaçu
  • Leonardo Guimarães de Andrade Universidade Iguaçu

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v7i10.2504

Palavras-chave:

Automedicação. Uso irracional de medicamentos. Assistência Farmacêutica.

Resumo

A automedicação e o uso irracional de medicamentos são práticas comuns entre a população brasileira, culminando em problemas secundários ocasionados por essa prática. As classes farmacológicas que estão envolvidas na automedicação são os denominados fármacos de venda livre de prescrição, e vários fatores contribuem para a indução da prática de se automedicar, como fatores financeiros, culturais e sociais. Portanto, o profissional farmacêutico assume importante papel como orientador e agente sanitário, contribuindo para o uso racional de medicamentos e amenizando problemas relacionados ao uso inadequado de fármacos, beneficiando toda a população, que, de maneira geral, possui fácil acesso a esses profissionais.

Biografia do Autor

Priscila Chaves dos Santos, Universidade Iguaçu

Graduanda em farmácia pela UNIG – Universidade Iguaçu, Curso de Graduação em Farmácia, Nova Iguaçu-RJ, Brasil. E-mail: pridchaves@gmail.com.

Alcione Silva de Carvalho, Universidade Iguaçu

Professora e orientadora do curso de em farmácia pela UNIG – Universidade Iguaçu, Curso de Graduação em Farmácia, Nova Iguaçu-RJ, Brasil.

Leonardo Guimarães de Andrade, Universidade Iguaçu

Mestre. Universidade Iguaçu.

Downloads

Publicado

30/10/2021

Como Citar

Santos, P. C. dos ., Carvalho, A. S. de ., & Andrade, L. G. de . (2021). AUTOMEDICAÇÃO E O USO IRRACIONAL: O PAPEL DO FARMACÊUTICO NO COMBATE A ESSAS PRÁTICAS. Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 7(10), 728–744. https://doi.org/10.51891/rease.v7i10.2504

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 > >>