O EFEITO IMUNOMODULADOR DA MICROBIOTA INTESTINAL, AS CONSEQUÊNCIAS DE SEU DESEQUILÍBRIO E A PROFILAXIA PROBIÓTICA

Autores

  • Greik Machado Franca Faculdade Única de Ipatinga
  • Gilberto Saldanha da Cruz Faculdade Única de Ipatinga
  • Renato Pissinati Morais Faculdade Única de Ipatinga
  • Alanna Kerlen Costa Dias Faculdade Única de Ipatinga
  • Maria Eloisa da Silva Araujo Faculdade Única de Ipatinga
  • Lívia Martins Moreira Faculdade Única de Ipatinga
  • André Luiz Faleiro Soares Faculdade Única de Ipatinga

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v7i9.2134

Palavras-chave:

Microbiota intestinal. Flora intestinal. Probióticos. Sistema imune.

Resumo

O intestino, há tempos, passou a ser estudado não apenas como um dos órgãos do sistema digestivo, mas também como peça fundamental na resposta imunológica. Ele abriga grande parte do tecido linfoide do ser humano. O tecido linfoide associado ao intestino é responsável por reconhecer agentes patogênicos e promover a devida resposta imune. Além do tecido linfoide, o intestino possui em sua mucosa uma grande diversidade de microrganismos, vivendo em simbiose com o ser humano. O conjunto de microrganismos é conhecido como microbiota intestinal e desempenha um papel fundamental na nutrição, na proteção e na homeostase intestinal. O desequilíbrio da microbiota intestinal, disbiose, vem sendo estudado como um dos principais fatores que possibilitam o desenvolvimento de diversas patologias intestinais e extra intestinais. A saúde da microbiota intestinal reflete diretamente na saúde do hospedeiro. Este trabalho é uma pesquisa exploratória baseada na revisão bibliográfica de artigos publicados do ano de 1995 a 2016 com o objetivo de demonstrar a importância de se manter a microbiota saudável, evidenciando seus mecanismos de atuação, além de descrever a sua ação imunomoduladora e os problemas decorrentes de seu desequilíbrio. Por fim, descrevendo a eficácia da utilização dos probióticos e simbióticos no tratamento e prevenção de doenças intestinais.

Biografia do Autor

Greik Machado Franca, Faculdade Única de Ipatinga

 Greik Machado Franca. Discente do curso de Biomedicina da Faculdade Única de Ipatinga (FUNIP). Email: greik_ferrari@hotmail.com

Gilberto Saldanha da Cruz, Faculdade Única de Ipatinga

Gilberto Saldanha da Cruz. Discente do curso de Biomedicina da Faculdade Única de Ipatinga (FUNIP). Email: saldanhacruz@hotmail.com

Renato Pissinati Morais, Faculdade Única de Ipatinga

Renato Pissinati Morais. Discente do curso de Biomedicina da Faculdade Única de Ipatinga (FUNIP). Email: renatopissinati@hotmail.com

Alanna Kerlen Costa Dias, Faculdade Única de Ipatinga

 Alanna Kerlen Costa Dias. Discente do curso de Biomedicina da Faculdade Única de Ipatinga (FUNIP). Email: alannakerlen@yahoo.com.br

Maria Eloisa da Silva Araujo, Faculdade Única de Ipatinga

Maria Eloisa da Silva Araujo. Discente do curso de Biomedicina da Faculdade Única de Ipatinga (FUNIP). Email: maria123186@outlook.com

Lívia Martins Moreira, Faculdade Única de Ipatinga

Lívia Martins Moreira. Discente do curso de Biomedicina da Faculdade Única de Ipatinga (FUNIP). Email: limamoreira@live.com

André Luiz Faleiro Soares , Faculdade Única de Ipatinga

Docente da Faculdade Única de Ipatinga (FUNIP).

Downloads

Publicado

30/09/2021

Como Citar

Franca, G. M. ., Cruz, G. S. da ., Morais, R. P. ., Dias, A. K. C. ., Araujo, M. E. da S. ., Moreira, L. M. ., & Soares , A. L. F. . (2021). O EFEITO IMUNOMODULADOR DA MICROBIOTA INTESTINAL, AS CONSEQUÊNCIAS DE SEU DESEQUILÍBRIO E A PROFILAXIA PROBIÓTICA. Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 7(9), 151–175. https://doi.org/10.51891/rease.v7i9.2134

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)