O HORROR AO FRANQUISMO REPRESENTADO NO FILME, “O LABIRINTO DO FAUNO”, RETRATADO NO INCONSCIENTE DA CRIANÇA À LUZ DA HISTÓRIA E DA PSICANÁLISE

Autores

  • Liliane Cirino Vieira Universidade Federal de Uberlândia

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v7i8.2032

Palavras-chave:

Guerra Civil Espanhola. Fascista. Caudilho. Historiografia. Cinematográfica. Realidade. Ficção. Psicologia Analítica.

Resumo

Os horrores da Guerra Civil Espanhola e do período da ditadura fascista do general Francisco Franco foram abordados em diversas obras da historiografia, da literatura e da arte espanhola. Entre elas, encontramos a obra cinematográfica O Labirinto do Fauno (2006), em que assinala, o entrecruzamento e o diálogo paralelo entre realidade e ficção, ao retratar a vida de uma menina, Ofélia, no regime autoritário e opressor franquista. Neste artigo, temos por objetivo, o estudo e desenvolvimento de algumas narrativas, que possibilitam examinar como se constrói, por meio da ficção, uma memória da resistência antifranquista, a partir de memórias inconscientes dos conflitos de classe e da crueldade deste regime caudilhista, analisando pelo viés da psicologia analítica.

Biografia do Autor

Liliane Cirino Vieira, Universidade Federal de Uberlândia

Graduada em História, licenciatura e bacharelado, pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU); trabalha como professora na empresa Secretaria de Educação do Estado de Minas Gerais. Possui também especialização em psicopedagogia clínica e institucional pelo Instituto Passo 1 e é mestranda no curso de pós-graduação em História na UFU. Email: psiqque2018@gmail.com.

Downloads

Publicado

06/09/2021

Como Citar

Vieira, L. C. . (2021). O HORROR AO FRANQUISMO REPRESENTADO NO FILME, “O LABIRINTO DO FAUNO”, RETRATADO NO INCONSCIENTE DA CRIANÇA À LUZ DA HISTÓRIA E DA PSICANÁLISE . Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 7(8), 918–931. https://doi.org/10.51891/rease.v7i8.2032