ANÁLISE EPIDEMIOLÓGICA DA SÍFILIS NA GESTAÇÃO EM RELAÇÃO COM A SÍFILIS CONGÊNITA NAS REGIÕES DO BRASIL: UMA RELAÇÃO ENTRE O PRÉ NATAL E A TRANSMISSÃO DA DOENÇA

Autores

  • Valéria Cezar dos Santos Centro Universitário — FAG
  • Winny Hirome Takahashi Yonegura Centro Universitário- FAG

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v10i1.12916

Palavras-chave:

Epidemiologia. Sífilis. Pré-natal. Gestação.

Resumo

A sífilis é uma doença infecciosa, sistêmica, causada pelo Treponema pallidum, com sua principal via de transmissão o contato sexual. Quando uma gestante (SG) é infectada e não é tratada de forma adequada, ela pode transmitir essa doença para o feto verticalmente por via placentária ou por contato direto com a lesão durante o parto, fato que conhecemos por sífilis congênita (SC). Objetivo: Analisar os diagnósticos de Sífilis durante a gestação com o número de casos notificados de Sífilis Congênita nas regiões brasileiras e do estado do Paraná, a fim de avaliar o período de contágio, realização do pré-natal e desfecho da doença. Métodos: Estudo epidemiológico que foi obtido a partir da plataforma online DATASUS. Resultados: Os resultados obtidos mostram uma diminuição dos casos de sífilis gestacional e de sífilis congênita do período de 2018 até 2021 nas regiões brasileiras, no entanto, concomitantemente houve uma diminuição de realizações de pré-natal e acompanhamento das gestantes, e por consequência queda do número de notificações. Sendo as regiões com maiores diagnósticos, tanto de SC quanto de SG as mais populosas e as com maiores índices de acompanhamento pré-natal. Conclusões: A sífilis durante a gestação e a SC, ainda que com uma decrescente nos últimos anos, permanecem com alta prevalência no Brasil, mesmo sendo passíveis de prevenção. Com relação à transmissão vertical, o acompanhamento pré-natal é essencial na tentativa de diagnosticar precocemente a doença, tratar de forma adequada e precoce e prevenir a transmissão vertical.

Biografia do Autor

Valéria Cezar dos Santos, Centro Universitário — FAG

Acadêmica de medicina 10° período, Estudante do Centro Universitário — FAG.

Winny Hirome Takahashi Yonegura, Centro Universitário- FAG

Graduação em Medicina pela Universidade Estadual de Londrina (2003) Residência Médica em Ginecologia e Obstetrícia no Hospital do Servidor Público Estadual de São Paulo (2004-2006) e Mestrado em Ciências da Saúde nessa mesma instituição (2012). Atualmente é médica ginecologista/obstetra em Cascavel - PR. Tem experiência em Ginecologia e Obstetrícia, com especialização em Endoscopia Ginecológica, Ginecologia Endócrina e Climatério, Patologia do Trato Genital Inferior, Colposcopia e Infecções Sexualmente Transmissíveis. 

Publicado

2024-02-06

Como Citar

Santos, V. C. dos, & Yonegura, W. H. T. (2024). ANÁLISE EPIDEMIOLÓGICA DA SÍFILIS NA GESTAÇÃO EM RELAÇÃO COM A SÍFILIS CONGÊNITA NAS REGIÕES DO BRASIL: UMA RELAÇÃO ENTRE O PRÉ NATAL E A TRANSMISSÃO DA DOENÇA. Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 10(1), 461–475. https://doi.org/10.51891/rease.v10i1.12916