SEPSE EM AMBIENTES HOSPITALARES: UMA REVISÃO INTEGRATIVA DA LITERATURA

Autores

  • Tatiana de Araújo Lóz Universidade Anhembi Morumbi
  • Camila Rocha de Almeida Universidade Anhembi Morumbi
  • Dayana de Oliveira Chagas Universidade Anhembi Morumbi
  • Franciane dos Santos Guimarães Aguiar Universidade Anhembi Morumbi
  • Ingridy Tayane Gonçalves Pires Fernandes Universidade Anhembi Morumbi
  • Anderson Scherer Universidade Anhembi Morumbi

DOI:

https://doi.org/10.51891/rease.v10i6.14298

Palavras-chave:

Sepse. Manejo Clínico. Protocolos Assistenciais. Enfermeiras e Enfermeiros. Serviço Hospitalar de Emergência.

Resumo

Objetivou-se investigar o papel dos enfermeiros na implementação e execução dos protocolos de sepse em ambientes hospitalares, analisando sua contribuição para a identificação precoce, o manejo eficaz e a melhoria dos desfechos clínicos em pacientes com sepse, além de avaliar as barreiras e facilitadores na prática clínica. Trata-se de uma revisão integrativa da literatura, de caráter descritivo, realizada nas bases de dados: PubMed, Scopus, SciELO, LILACS e Web of Science. Os resultados demonstram que os enfermeiros, frequentemente os primeiros a avaliar os pacientes, são essenciais na detecção precoce da sepse. A avaliação constante dos sinais vitais e o uso de ferramentas de triagem, como o qSOFA, permitem a identificação rápida dos sinais iniciais de sepse, facilitando a implementação imediata de intervenções terapêuticas. A formação continuada dos enfermeiros é destacada como crucial para garantir a prontidão e a eficiência na resposta à sepse. Conclui-se que a implementação de protocolos assistenciais adaptados às realidades locais é essencial para reduzir a mortalidade por sepse e melhorar os resultados clínicos, assim como a formação continuada dos profissionais de saúde, e a promoção de uma cultura organizacional comprometida com a segurança do paciente são cruciais para superar as barreiras e alcançar um manejo eficaz da sepse.

Biografia do Autor

Tatiana de Araújo Lóz, Universidade Anhembi Morumbi

Enfermagem, Universidade Anhembi Morumbi.

Camila Rocha de Almeida, Universidade Anhembi Morumbi

Enfermagem, Universidade Anhembi Morumbi.

Dayana de Oliveira Chagas, Universidade Anhembi Morumbi

Enfermagem, Universidade Anhembi Morumbi.

Franciane dos Santos Guimarães Aguiar, Universidade Anhembi Morumbi

Enfermagem, Universidade Anhembi Morumbi.

Ingridy Tayane Gonçalves Pires Fernandes, Universidade Anhembi Morumbi

Orientadora do curso de enfermagem, Universidade Anhembi Morumbi.

Anderson Scherer, Universidade Anhembi Morumbi

Coorientador do curso de enfermagem, Universidade Anhembi Morumbi.

Downloads

Publicado

2024-06-10

Como Citar

Lóz, T. de A., Almeida, C. R. de, Chagas, D. de O., Aguiar, F. dos S. G., Fernandes, I. T. G. P., & Scherer, A. (2024). SEPSE EM AMBIENTES HOSPITALARES: UMA REVISÃO INTEGRATIVA DA LITERATURA. Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 10(6), 1393–1409. https://doi.org/10.51891/rease.v10i6.14298

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.